O que é Due Diligence?

 em Sem categoria

A Due Diligence, ou Diligência devida, é um processo que consiste em coletar e analisar informações para avaliar os riscos de qualquer modalidade de negociação do mundo corporativo.

As aplicações são diversas, tal como o modelo de investigação a ser promovido. Por isso, selecionamos três aplicações de Due Diligence para abordar neste artigo:

  • Background check
  • Investigação corporativa externa
  • Due diligence imobiliária

Background Check

Nossa primeira aplicação abordada é o Background Check, que consiste em um compilado de informações profissionais de diversas naturezas como histórico criminal, histórico de crédito, entre outros, de um indivíduo.

Sua ênfase é a análise de uma pessoa física e, normalmente, é utilizado por grandes corporações para a avaliação de candidatos a cargos elevados em seu organograma.

Reduzir riscos de exposição da empresa gerados por colaboradores de alto escalão é uma tarefa complexa, e uma das formas mais eficientes é reduzindo a possibilidade de exposição através da opção pelos perfis mais adequados para desempenhar essa função.

Por esse motivo, o background check pode ser de grande valor para complementar processos de seleção, permitindo que seja realizada uma análise mais aprofundada.

(Na Leme, inclusive, realizamos o serviço de Background Check. Para obter mais informações, entre em contato nossos especialistas clicando aqui.)

Investigação corporativa externa

Outra aplicação de Due Diligence é a investigação corporativa externa. Esta análise é semelhante à do background check, mas tem como foco empresas ou grupos, com os quais o cliente possui ou negocia algum tipo de relação.

As aplicações são abrangentes, podendo se tratar de:

  • Processos de M&A (Mergers and Acquisitions)
  • Avaliação de fornecedores novos ou atuais
  • Análise de concorrentes, entre outros.

Dentro do atual contexto de combate à corrupção e do crescimento da atenção ao compliance por parte das grandes corporações, qualquer transação realizada por empresas é suscetível de grandes riscos.

Portanto, diante deste cenário, a melhor forma de mitigá-los é tendo o maior número de informações possíveis sobre as pessoas com quem se transaciona.

Due diligence imobiliária

Além da análise de riscos envolvendo pessoas físicas e jurídicas, o fator de risco pode-se tratar de um bem. Para estes casos, aplica-se a Due Diligence Imobiliária.

A Due Diligence imobiliária é uma análise aplicada para operações de transferência de imóveis, que pode estar incorporada em outra modalidade de investigação (M&A, por exemplo), ou compras e vendas convencionais. Conhecer e estudar todos os fatores de risco que trazem a aquisição de um imóvel é vital para manter a integridade do patrimônio do adquirente.

A Leme realiza Due Diligence?

Conforme enfatizamos ao longo do artigo, a Due Diligence envolve o processamento de diversas informações para mitigar riscos nos mais variados cenários do mundo corporativo.

Assim, tão importante quanto promover a diligência devida, é promovê-la de forma correta. A Due Diligence é um trabalho que aparenta ser simples, contudo deve ser conduzida com extrema cautela para que não haja contaminação das informações por ilegalidade, transferindo o risco da decisão para o processo de investigação.

Na Leme Inteligência Forense desenvolvemos tais procedimentos utilizando metodologias eficientes e apenas fontes e técnicas de acordo com a legislação e normas de compliance.

Entre em contato com nossa equipe de especialistas preenchendo nosso formulário de contato e conheça todas as nossas soluções disponíveis.

Postagens Recomendadas

Deixe um Comentário